Dia destes publiquei aqui neste blog um texto onde avaliava que a ida da função registro sindical para o Ministério da Justiça tinha por objetivo dar poderes ao Juiz Sérgio Moro, futuro ministro, para cassar sindicatos (leia aqui) .

Pois bem: avança no Senado Federal um PL que da poderes a este mesmo Ministério da Justiça para bloquear os bens de entidades e militantes por ‘suposta prática de terrorismo’. O PL em questão pretende ser aplicado bem antes de qualquer julgamento: basta a acusação ou investigação que o confisco se dá. Leia mais detalhes no site da CUT clicando aqui.

O projeto só deve ser apreciado em plenário na próxima legislatura mas até lá é preciso muita pressão dos movimentos sociais sobre os senadores e denúncias da escalada do arbítrio nos organismos internacionais.