Busca

TRAMPO Trabalho e economia solidária

notícias e reflexões sobre o mundo do trabalho e economia solidária

Boletim de Conjuntura do DIEESE : “Brasil em crise. Qual será o futuro ?”

O recente Boletim de Conjuntura do DIEESE (clique aqui para ler) traz em detalhes o dramático quadro do mercado de trabalho brasileiro e os números da nossa desigualdade sócio econômica. Mostra também os possíveis desdobramentos do novo marco legal do saneamento e a crescente deterioração do nosso parque industrial.

Mas deixa bem claro através de indicadores que nada disso pode ser creditado única e exclusivamente à pandemia. O COVID 19 acelera o ritmo crescente das nossas mazelas.

E aponta uma resposta à pergunta do título: ação coordenada do Governo Federal. Que não tem demonstrado a menor disposição para assumir estas responsabilidades.

Resta aos trabalhadores a pressão contundente sobre este governo (ou desgoverno); quer seja levantando a bandeira do Fora Bolsonaro ou constrangendo a sua base de sustentação.

Esperar pura e simplesmente as eleições de 2022 pode ser tarde demais.

Plano de retomada da economia baiana

As estratégias e ações para a retomada das atividades econômicas nos estado da Bahia foi o tema debatido hoje, 31 de julho, pelos Secretários do Planejamento, Walter Pinheiro, e do Trabalho, Davidson Magalhães. O evento foi transmitido pelo canal Idéias para Lutar e fez parte do seminário “Bahia: Economia e Trabalho no Contexto de Crise” realizado pela Fundação Maurício Grabois vinculado ao PCdoB.

Credito a importância do evento à apresentação pelo Secretário Walter Pinheiro, coordenador de grupo de trabalho instituído pelo Governador Rui Costa com a finalidade de propor medidas e procedimentos para a retomada das atividades econômicas, do documento “Plano de Retomada Bahia” (pelo menos este foi o nome utilizado na apresentação). Me parece que é a primeira vez em que estas informações são trazidas a público e o plano apresenta-se consistente e subordinado à diretriz fundamental no momento que é a preservação das vidas.

Tendências ? o adensamento das cadeias produtivas na agricultura tentando transformar um estado exportador de commodities em exportador de produtos industrializados ou semi-industrializados. Exemplos citados explicitamente : café, cacau e algodão.

Outro destaque : a presença do capital chinês como parceiro importante neste momento de retração da economia. A ponte Salvador – Itaparica, o Porto Sul e o Monotrilho no subúrbio ferroviário de Salvador tem grande importância não só pelo significado na nossa economia no médio prazo como também pela geração imediata de postos de trabalho.

São minhas impressões iniciais. Assistam o debate e manifestem seus pontos de vista. Este debate é fundamental para o nosso futuro

Centrais Sindicais convocam Dia Nacional de Lutas : 7 de agosto

foto bancariosbahia.org.br

A imagem acima certamente tem caráter ilustrativo por conta do momento em que vivemos. Mas 7 de agosto é Dia nacional de Lutas convocado por todas as centrais sindicais brasileiras “em defesa da vida e dos empregos”.

A programação geral será divulgada até a próxima sexta feira, 31 de julho, e a ficamos na expectativa das ações regionais. A seguir o teor da carta de convocação das centrais sindicais publicada no site Rádio Peão :

Em defesa a vida e dos empregos, as Centrais Sindicais decidiram:

1- Definir 07 de Agosto como Dia Nacional de Luta em Defesa da Vida e dos Empregos (programação será informada até sexta-feira)

2- Repudiar a iniciativa de prefeitos e governadores que já planejam e até fixaram data para retorno presencial dos alunos às aulas. Atitude que os iguala ao genocida Bolsonaro.

3- Exigir das autoridades os equipamentos de proteção individual e coletivo para os trabalhadores das categorias essenciais, em especial os da área de saúde.

4- Reafirmar nossa pauta emergencial de apoio aos setores mais vulneráveis na crise:
a) manutenção do auxílio emergencial de R$ 600,00, no mínimo, até 31 de dezembro de 2020;
b) ampliação das parcelas do seguro desemprego;
c) liberação de crédito para as micro e pequenas empresas;
d) fortalecimento do SUS (Sistema Único de Saúde);
e) derrubada pelo Congresso Nacional dos vetos do presidente da República que impedem a garantia dos direitos conquistados pelos trabalhadores(as) e seus sindicatos, por meio da ultratividade, dos acordos e convenções coletivas de trabalho.

São Paulo, 28 de julho de 2020

Sérgio Nobre
Presidente da CUT – Central Única dos Trabalhadores

Miguel Torres
Presidente da Força Sindical

Ricardo Patah
Presidente da UGT – União Geral dos Trabalhadores

Adilson Araújo
Presidente da CTB – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil

José Calixto Ramos
Presidente da NCST – Nova Central Sindical de Trabalhadores

Alvaro Egea
Secretário Geral da CSB – Central dos Sindicatos Brasileiros

Ubiraci Dantas Oliveira
Presidente da CGTB – Central Geral dos Trabalhadores do Brasil

Joaninha de Oliveira
Secretaria Executiva Nacional da CSP – Conlutas

Nilza Pereira de Almeida
Secretaria de Finanças – Intersindical – Central da Classe Trabalhadora

Emanuel Melato
Coordenação da Intersindical – Instrumento de Luta e Organização da Classe Trabalhadora

José Gozze
Presidente – Pública Central do Servidor

“Não toque em meu companheiro” – documentário resgata a greve na CEF em 1991

Documentário produzido e dirigido pela Maria Augusta Ramos em co-produção com a FENAE trata da greve na Caixa Econômica Federal na perspectiva de parte dos 110 demitidos durante a greve e readmitidos posteriormente após o impeachment de Fernando Collor de Mello. As demissões concentraram-se em São Paulo, Minas Gerais e no Paraná (todas em Londrina).

Alguns destes trabalhadores relatam a trajetória de luta pela readmissão evidenciando a solidariedade dos colegas de banco que garantiram a remuneração dos demitidos durante mais de um ano.

Ao mesmo tempo debatem com trabalhadores da CEF admitidos recentemente sobre movimento sindical e o papel dos bancos públicos. Como vivenciei este período como dirigente sindical é inevitável algumas considerações pessoais:

  • a similaridade entre o discurso de Collor de Mello e Jair Bolsonaro: um inimigo simbólico (caça aos marajás e aos corruptos) para justificar a redução do Estado;
  • a estratégia repressiva que consistia em demitir ativistas intermediários e trabalhadores que aderiram à greve mas não tinham militância sindical como forma de intimidar os mais hesitantes. O mesmo aconteceu na greve do setor elétrico à época;
  • o espírito de solidariedade que sustentou financeiramente os demitidos. De certa forma uma herança do ciclo de greves a partir de 1978 e a fase do pleno emprego (que não demorou muito).

O documentário está disponível em alguns canais de TV por assinatura e em plataformas de streaming como Looke e Now..

CUT Ba debate protocolos de retomada das atividades econômicas

Reproduzo aqui convite da CUT Bahia para debate sobre protocolos de retomada da atividades econômicas. Ressaltar que as representações dos trabalhadores tem sido pouco ouvidas, principalmente no interior do estado. Segue...

Participem através do Chat do debate de hoje, às 19:00 horas, no Facebook da CUT-Bahia.

Tema : As bases técnicas e científicas para a flexibilização do isolamento social e o protocolo geral de retomada das atividades emitidos pelo Governo da Bahia e Prefeitura de Salvador;

Local : https://m.facebook.com/CUTBahia/?locale2=pt_BR

Data: Quinta-feira, 23 de Julho ( HOJE )
Horário: 19:00 Horas

Com os Convidados:

  • Lorene Louise Silva Pinto
    Epidemiologista
    1ª Diretora da Faculdade de Medicina da UFBA
  • Maurício Lima Barreto
    Epidemiologista
    Coord. do Centro de Integração de Dados e Conhecimento para a Saúde (CIDACS – Fiocruz Bahia)
  • Ranieri Muricy Barreto
    Superintendente de Planejamento Estratégico da Secretaria do Planejamento – Governo da Bahia

Seguem Anexos, para subsidiar a sua participação:

1.  Boletim 09 do Comitê Comitê Científico do  Consórcio dos Governadores do Nordeste:

https://drive.google.com/file/d/1IsrwNcmKWdou

XAX8uYZmI6-Dyt1rDg9t/view

2.  Retomada Salvador - Protocolos e Critérios de Reabertura 

Primeiros impactos da pandemia no mercado de trabalho – Boletim Emprego em Pauta – DIEESE

O DIEESE compilou os dados da PNAD – Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios e nos traz os primeiros reflexos da pandemia no nossa já combalido mercado de trabalho. Estas informações estão organizadas no Boletim Emprego em Pauta – 15 (clique aqui).

Leio rapidamente e me chama a atenção a queda de rendimento dos entregadores por aplicativos. Derruba a falsa impressão de que estes trabalhadores estejam ganhando com a pandemia. Pode até ser que a demanda esteja aquecida mas por outro lado a procura por esta modalidade de ocupação também deve estar. Além das medidas dos donos destas plataformas que se aproveitam da fragilidade dos trabalhadores para aumentar seus lucros.

Por falar nosso neste dia 25 tem novo #brequedosapp . Siga o perfil Treta no Trampo no Instagram pra saber o que acontece.

E as ações governamentais ? – medidas tímidas de proteção ao trabalho e às empresas que geram estes postos de trabalho. Aliás o ministro Paulo Guedes tem se esforçado na retirada de direito dos trabalhadores. Tem feito “passar a boiada” com mais competência que o Ricardo Salles no Meio Ambiente.

As poucas medidas observadas funcionam muito mais para ampliar os ganhos dos bancos que para preservar postos de trabalho.

Um bom exemplo do que fazer – basta seguir o exemplo da União Européia; clica aqui e veja como aquecer economia em tempos de pandemia sem contrariar as medidas sanitárias necessárias.

Kit de mobilização #FundebPraValer


Pressione os políticos nas redes sociais e faça a sua parte na luta por um fundo da educação básica que direciona mais recursos para escolas, alunos e professores: um #FundebPraValer

Neste kit você vai encontrar:

  1. Post para comentar nas páginas das e dos deputados federais nas redes sociais;
  2. Cards para postar nas suas redes sociais;
  3. Modelos de vídeos para fazer o seu e divulgar, pedindo o voto no #FundebPraValer;
  4. Sugestões de posts para o Twittaço, com os perfis de todas e todos deputados federais, por UF;
  5. Sugestões de posts para Facebook, com os perfis de todas e todos deputados federais, por UF;
  6. Sugestões de posts para Instagram, com os perfis de todas e todos deputados federais, por UF.

https://campanha.org.br/noticias/2020/07/19/kit-de-mobilizacao-fundebpravaler-reta-final-da-camara-dos-deputados/

Agora é a hora! Precisamos garantir votos no texto da Dep. Professora Dorinha, sem alterações ou destaques!
#FundebPraValer #VotaFundeb

Estamos com Twitter, Facebook e Instagram e de quase todos os estados preenchidos, bora, gente!!!

Você precisa apoiar a proposta de Fundeb da deputada Professora Dorinha e votar no texto sem alterações ou destaques. É com esse modelo de Fundo que mais recursos serão distribuídos a quem mais precisa. Apoie um #FundebPraValer

Racismo impacta na estrutura salarial brasileira

Matéria publicada na Folha de São Paulo de hoje (domingo 19 de julho) evidencia as desigualdades salariais no Brasil consequências diretas do racismo. Os estudos que fundamentam a matéria mostram as diferenças salariais entre negros e brancos em situações de igualdade em condições sócio econômicas.

Estas evidências já se apresentavam em estudos outros não significando necessariamente uma novidade. Mas é importante que novos estudos se apresentem e mostrem ao movimento sindical que só a inclusão de cláusulas objetivas nos acordos coletivos que assegurem a equidade é que vai iniciar uma mudança positiva.

Não agindo assim fica-se a agitar bandeiras e palavras de ordem sem gestos efetivos correspondentes.

Leia a matéria clicando aqui,

O que os trabalhadores acham dos protocolos de retomada ?

A Prefeitura de Salvador anunciou um calendário de retomada das atividades econômicas tendo como parâmetro orientador o índice de ocupação dos leitos de UTI.

Este protocolo foi construído em comum acordo com o Governo do Estado mas não fica claro a participação dos trabalhadores e suas representações na elaboração do documento. Mas também não é percebido a manifestação, contra ou a favor, dos sindicatos.

Deixo aqui a última versão do documento para conhecimento e manifestação no campo de comentários deste post. Pelo que a imprensa vem veiculando este documento será a base para protocolo nas demais regiões do estado embora algumas prefeituras já tenham autorizado o funcionamento do comércio.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑