Transcrevo literalmente convite do Laboratório Digilabour para série de debates sobre experiências de políticas públicas para a viabilidade do “cooperativismo de plataforma”. Sobre o que é cooperativismo de plataforma este blog leia postagem deste blog em https://trampo.blog.br/2021/08/13/coopertivismo-de-plataforma-uma-opcao-possivel/.

O Laboratório DigiLabour, por meio do Observatório do Cooperativismo de Plataforma, convida para a série de debates Cooperativismo de Plataforma e Políticas Públicas, com financiamento da Fundação Rosa Luxemburgo.

Ao longo de quatro sábados, trabalhadores, coletivos, cooperativas, formuladores de políticas e acadêmicos discutirão experiências internacionais e nacionais para fomentar o debate público sobre o futuro do cooperativismo de plataforma no Brasil.

O evento será on-line e com tradução simultânea. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas neste link.

Programação:

23 de abril, 10h
Cooperativas de entrega e transporte ao redor do mundo: desafios na construção de plataformas

Nuria Soto – Mensakas (Barcelona)
Aline Os – Señoritas Courier (São Paulo)
Guilherme da Silveira – Comobi (Caxias do Sul)
Marcelo Santos – Coopama (São Carlos)
Hernán Gigena (Coopcycle Latinoamérica)
TWC Courieurs (Cidade do México)

30 de abril, 10h
Quais políticas públicas para o cooperativismo de plataforma?

Anita Gurumurthy – IT for Change, Índia
Igor Calzada – Cardiff University, Reino Unido
Leonardo Pinho – Unisol, Brasil
Les Mercedes – Barcelona, Espanha

14 de maio, 10h
Trabalho decente e governança para o cooperativismo de plataforma
(Nomes a confirmar)

28 de maio, 10h
Tecnologias livres e cooperativismo de plataforma
(Nomes a confirmar)

Organização:
Laboratório de Pesquisa DigiLabour
Observatório do Cooperativismo de Plataforma
Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação – UNISINOS

Financiamento:
Fundação Rosa Luxemburgo

Apoio:
Fairwork
Platform Cooperativism Consortium