Pra início de conversa a tradução do título é sofrível: de Playlist, que guarda relação com os streams de música, para Som na Faixa é muita licença poética.

Mas vamos ao que interessa: série curta, seis episódios, relata com uma narrativa não linear a trajetória do Spotify, plataforma de streaming que hegemoniza a reprodução de músicas e podcasts.

Porque recomendo: a série nos mostra como uma ideia que pretende revolucionar o hábito de ouvir música vai aos poucos se afastando do seu propósito original e se transforma em mais um mecanismo de expropriação do ferro do trabalho de artistas e enriquecimento da indústria da música.

A obsessão do autor da ideia em leva-la adiante leva-o a concessões ao setor financeiro e às corporações detentoras de direitos de propriedade intelectual.

Um bom entretenimento que nos leva a refletir sobre o papel da indústria cultural e sobre o ideal romântico de que a tecnologia por si só levaria a uma só sociedade menos desigual.

https://www.netflix.com/br/title/81186296?s=a&trkid=13747225&t=cp&vlang=pt&clip=81631635