Nestes quase 20 dias de isolamento social ou quarentena, como queiram, duas modalidades de ação comunicativa nas redes sociais se destacam: as reuniões online, uma descoberta tardia dos partidos, sindicatos e organizações dos movimentos sociais, e as “lives”, transmissões ao vivo que tanto pode ser utilizada para que uma pessoa dê o seu recado como pode comportar pequenos debates entre três ou quatro pessoas no máximo. Arbitrei este número não por restrição técnica mas por considerar a limitação de espaço físico de uma tela de celular.

Enfim, todos fazem live: de Leo Santana a Mandetta, de Rui Costa a Jorge e Mateus pra ficar nos famosos. Mas porque o movimento sindical usa tão pouco este recurso ?

Quem já fazia live – o SINDACS fazia lives pelo Facebook e assisti algumas onde eram prestadas informações sobre processos em andamento na Justiça do Trabalho. Produção simples mas com boa iluminação e qualidade de som impecável. Para evitar problemas com conexão o sindicato investiu na ampliação da capacidade de transmissão de dados. Pude observar um bom nível de visualizações e de mensagens solicitando informações ou agradecendo pelos esclarecimentos prestados.

O SINDAE realiza lives pelo Facebook às terças no intervalo do almoço, obviamente para aproveitar a disponibilidade do seu público. O cenário é bem cuidado, temas variam em função do momento político. Não acompanhei o nível e qualidade das interações mas devem atender as expectativas pois a ação permanece.

Por fim sei que o SINDPETRO andou realizando algumas lives em situações específicas mas não tive condição de acompanha-las. Durante as campanhas salariais e durante a recente greve as lives eram realizadas pela FUP – Federação Única dos Petroleiros à qual o sindicato é filiado.

E durante a quarentena ? – é a pergunta que deixo. Lives são uma ótima oportunidade dos sindicatos se mostrarem presentes junto aos seus representados evitando a sensação de abandono e incerteza. E tendo a categoria organizada para os enfrentamentos que se farão necessários quando a quarentena acabar.

Encerro torcendo para estar errado, que lives estejam acontecendo e eu esteja desinformado. Se seu sindicato está dialogando com a categoria então conta pra gente que teremos o maior prazer em divulgar.

Escreve nos comentários deste post ou manda mensagem no denis@trampo.blog.br ou pelo Zap no 71 991810903